O RESGATE DO FIGUEIREDO!

Atualizado: Jun 21

Depois de quase 4 ansiosos meses, chegou o tão aguardado anúncio de que as adaptações internas que havíamos definido para o nosso carro-casa estavam prontas.


Já podíamos ir buscá-lo em Chapecó/SC


Naquele momento a insegurança sobre irmos até um outro estado em meio à pandemia era grande. A principal preocupação era o contato com pessoas e locais que poderiam estar infectados (banheiros, saguões, meio de transporte, etc).


O voo já estava comprado e, apesar da alegria daquele momento, havia certo receio no ar sobre a facilidade que tivemos em adquirir as passagens.


Este trecho São Paulo-Chapecó tem relativamente poucos horários quando comparado com outros destinos no Brasil, porém sempre que consultávamos no site da companhia aérea os preços estavam excelentes e com disponibilidade em todos os dias da semana.


Com isso ainda na cabeça e sem contato sobre o status do voo, ligamos dois dias antes do embarque buscando confirmar nossas passagens e rapidamente, sem qualquer aviso prévio ou pedido de desculpas, veio a notícia: o voo estava cancelado!


Fazia sentido então aquela sensação de que realmente estava tudo “muito bom pra ser verdade” e que agora teríamos que partir para um plano B. Para facilitar a cidade de São Paulo havia recentemente instaurado um regime de rodízio de carros que não permitia que saíssemos de casa no dia que bem entendermos.


Colocamos os prós e contras de cada opção e decidimos que iríamos de carro emprestado apesar do alto custo com pedágios e combustível.


A segurança seria maior e poderíamos nos organizar para parar o menos possível durante o trecho. Definimos também que seria feito em duas etapas: São Paulo-Paraná e depois Paraná-Santa Catarina.


Já no Norte do Paraná, acordamos às 4 AM para fazermos o último trecho rumo ao encontro de Figueiredo. Chegamos em uma Quinta à tarde (14/05) na oficina da CVE para participarmos da entrega técnica que seria conduzida pelo Rafael (proprietário da empresa de motorhomes).


Acabou sendo um resumo de como funcionava a parte elétrica, hidráulica, abertura e fechamento dos compartimentos. Em função do nosso cansaço, combinamos de retornar na Sexta pela manhã para bater mais um papo e agradecer por todo o capricho na confecção do motorhome.



Fomos presenteados na saída por um pôr do sol grandioso logo na estrada que dava acesso ao hotel que iriamos nos hospedar.