ROTEIRO

Como construímos nosso roteiro?
Design sem nome (7).png
WhatsApp Image 2021-02-19 at 13.03.33.jp

PLANO DA PRIMEIRA FASE DO ROTEIRO

 

Talvez a primeira etapa e mais prazerosa seja listar países, cidades ou locais que você gostaria de conhecer. 

 

Alguns virão por vontade própria, outros por indicação de amigos e/ou outros viajantes.

É uma espécie de “brainstorm” ou, como se fala no interior de São Paulo, uma "chuva de palpites".

Essa lista será atualizada constantemente, porém sugerimos que construa em blocos por país ou região para não se perder.

Por exemplo, se você pretende aventurar-se por todo o continente americano, não será necessário dedicar tanto tempo no estudo das rodovias que serão trafegadas no Canadá. Por outro lado, para os primeiros destinos no Brasil será importante aprofundar-se nos detalhes de campings, preços das entradas de cada atração turística, pedágios e qualidade das estradas que serão acessadas.

Nesta etapa conte com a ajuda de outros viajantes e tente estabelecer o contato mais próximo possível. Serão dicas e indicações preciosas de quem já teve tal experiência. Isso pesquisa nenhuma na internet resolverá!

Uma das tarefas mais complicadas é definir uma previsão de quantos dias pretende ficar em cada destino.

Em seguida, começa o exercício de ligar os pontos e certificar-se que nenhum destino fica muito fora do rumo, assim o roteiro de viagem começa a ganhar corpo...

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

NOSSOS PASSOS

Como o roteiro vem se desenhando desde que demos inicio à essa jornada:

TEMPO DE ESTRADA

ano        dias

 
 

ISOLADOS PELO BRASIL

Em um primeiro rascunho, definimos que rodaríamos 12 mil km durante 120 dias pelo Brasil, antes de iniciarmos nossa jornada pelos outros países da América do Sul.

Com o início da pandemia, postergamos mais de 4 meses nossa partida, que estava programada para dar início em maio de 2020.

 

Tínhamos ciência que as fronteiras sul americanas ainda poderiam ficar intransponíveis por um longo período. Então, com este cenário, ampliamos os destinos e o período em cada uma das diferentes regiões brasileiras.

 

Nosso país de dimensões continentais, nos permitiu mapear os seguintes destinos: ​

IMG_5222.HEIC
  • Serra da Canastra (MG)

  • Chapada Diamantina (BA)

  • Serra da Capivara (PI)

  • Rio São Francisco: da nascente à foz (MG-SE)

  • Litoral nordestino (SE-MA)

  • Lençóis Maranhenses (MA)

  • Chapada das Mesas (MA)

  • Jalapão (TO)

  • Serras Gerais (TO)

  • Terra Ronca (GO)

  • Chapada dos Veadeiros (GO)

  • Parque das Emas (GO)

  • Chapada dos Guimarães (MT)

  • Campo Novo do Parecis (MT)

  • Foz do Iguaçu (PR)

  • Serra Catarinense (SC)

  • Aparados da Serra (RS)

  • Serra Geral (RS)

  • Lagoa do Peixe (RS)

  • Amazônia (RO-PA)

  • Serra do Tepequém (RR)

  • Uiramutã (RR)

23

38.966

To play, press and hold the enter key. To stop, release the enter key.

*estados brasileiros que já estivemos

 

ROTEIROS ANIMADOS

"SEO" FRANCISCO

Este foi o nível de intimidade que adquirimos com o Rio São Francisco após percorrermos seus quase 3000 km de extensão.

Em cada trecho um cenário surpreendente!

Passamos por suas múltiplas nascentes em Minas Gerais, acompanhamos sua feição de represa, riacho, usina, porto, área de pesca e até em meio à profundos cânions.

Quando o imenso rio encontrou o mar, foi aquela realização!

Conseguimos conectar o nosso Sudeste com o Nordeste onde, logo depois, teríamos o prazer de explorar todos os seus estados.

JALÁPAGOS

Se Darwin descobriu tanto sobre a vida selvagem nas ilhas Galápagos, nós, que ainda não saímos do Brasil com o carro, aprendemos mesmo foi com o Jalapão.

O acesso para esta região do Tocantins não é fácil e agradecemos por estarmos a bordo do nosso Figueiredo 4x4.

Ali se escondem atrações incríveis até mesmo para viajantes experientes como fervedouros e dunas criadas pelas grandes erosões da serra. 

A cor da água impressiona muito inclusive em cachoeiras e lagoas que surgem por toda a extensão do parque.

NO ALTO DO PLANALTO

Foi grande surpresa encontrar no meio do planalto central brasileiro a icônica Chapada dos Veadeiros.

Muito se comenta sobre a energia deste lugar e, para nós, coincidência ou não, esta se apresentou logo nos primeiros dias em forma de uma chuva de asteroides.

Extraterrestes mesmo não vimos, já que o céu ficou muito agitado e iluminado com tamanho fenômeno. 

Evento raro assim como todas as belezas que descobriríamos a seguir na cidade de Alto Paraíso de Goiás e na vila de São Jorge.  

Confira também os destinos pelo                          em tempo real com fotos e relatos: