• adiantes

RECARREGANDO AS BATERIAS

Atualizado: 23 de jul. de 2021

Você provavelmente já ouviu esta frase de alguém que está no meio do seu período de férias, aproveitando os dias de descanso para só depois retornar ao trabalho com energia total, renovado para exercer o seu ofício.


Mas e se a recarga, dessa vez, não fosse exatamente de seu corpo e mente durante uma viagem e sim do próprio motorhome que você utiliza nas andanças?


Afinal, da mesma forma que um corpo não pode ser totalmente saudável com uma mente perturbada, um carro-casa não depende somente do bom funcionamento de uma das partes

Outro exemplo de que tudo está conectado!



Nossa intenção aqui não é trazer orientações técnicas aprofundadas sobre as adaptações elétricas de um carro para longas expedições. Nem conseguiríamos, na verdade, com o nosso conhecimento.


Buscamos compartilhar algumas formas de obtenção de energia, principais fontes de consumo e equipamentos disponíveis para garantir maior autonomia energética nos dias pelas estradas.


Então como consigo produzir energia?


Talvez a forma mais comum e utilizada de se obter energia em um motorhome seja através da própria movimentação do carro.


O movimento mecânico durante os deslocamentos de um lugar para o outro gera energia elétrica através de uma peça do carro chamada alternador

Mesmo que você não conte com uma casa dentro do carro, essa peça por si só já é fundamental, por exemplo, para funções como manter seu carro ligado, acender os faróis e funcionar o rádio todos os dias. Claro, sempre em parceria com uma boa bateria automotiva.


E se a casa também pudesse se beneficiar desse movimento mecânico constante?


Existem adaptações simples (chaves) que permitem conectar múltiplas baterias, permitindo assim que parte da energia gerada pela movimentação no motor ajude o funcionamento dos itens da casa.


Como são muitos quilômetros pelas estradas, não podemos desperdiçar nem um instante dessa preciosa energia de nosso querido carro.



Outra coisa que não podemos desperdiçar é o extenso teto que temos no veículo. Toda essa área permite captar aqueles raios de sol que chegam nos dias ensolarados ou até mesmo pequenas luminosidades nos períodos parados em campings e pousadas.


As placas solares são as grandes responsáveis por transformar toda essa energia do sol em energia elétrica para as baterias estacionárias (normalmente escolhidas para manutenção energética da casa).


E engana-se quem acha que as placas solares são somente fixas em pesadas molduras metálicas. Hoje você consegue inclusive encontrar modelos móveis que permitem que as baterias carreguem mesmo com o motorhome literalmente parado debaixo de uma árvore

São diferentes números de células fotovoltáicas e potência (medida em watts) para levar em consideração no dimensionamento do seu projeto.



Se não tivermos nem sol e muito menos movimentação do carro?


Conseguimos a resposta para esta pergunta da forma mais dolorosa possível quando estivemos por cerca de 4 dias em um camping durante uma temporada nublada na capital do Ceará. Nem o alternador e nem as placas ajudaram as baterias enquanto o consumo diário da geladeira, luzes e tomadas seguiu sua média normal.


Resumo da história: baterias descarregadas, apitos e luzes no "mode on"


Descobrimos então uma nova fonte de energia externa que nos ajudou muitas vezes pelo caminho: o carregador inteligente de baterias.

Com acesso a energia elétrica de qualquer tomada 110V ou 220V de um posto de combustível, praça ou camping é possível carregar todas as baterias somente com a quantidade necessária naquele momento, sem picos de tensão e desgaste ao sistema.


Verdade dita: de nada serve uma boa estratégia para obtenção de energia, caso o consumo interno for maior, certo?


Então vamos aos equipamentos que podem (de um dia para o outro) literalmente "secar as suas reservas"...



MOTORHOME: CONSUMO DOS EQUIPAMENTOS


  • GELADEIRA 12V (75L): 46-68 Watts hora

  • LÂMPADA DE LED: 4,8-20 Watts hora

  • LÂMPADA INCANDESCENTE: 11-100 Watts hora

  • CELULAR: 10-15 Watts hora

  • NOTEBOOK: 40-65 Watts hora

  • TELEVISÃO: 40-100 Watts hora

  • VENTILADOR: 15-40 Watts hora

  • MIXER: 100-150 Watts hora

  • MULTIPROCESSADOR: 420 Watts hora

  • BOMBA DE AQUÁRIO (MENOR PRESSÃO): 5-10 Watts hora

  • BOMBA DE ÁGUA (MAIOR PRESSÃO): 40-90 Watts hora

  • LAVADOURA DE ROUPAS (3kg): 60-100 Watts hora


Fonte: Eletrobras e empresas fabricantes


Selecionamos alguns dos equipamentos que mais encontramos nos motorhomes pelo Brasil, mas a lista pode ser muuuuito maior.


Lembrando que é possível, e até recomendável, que você consiga conectar o motorhome em uma rede externa para não gerar uma dependência muito grande em relação à bateria automotiva.


Pegando como exemplo as adaptações e equipamentos que escolhemos levar em nosso projeto, conseguimos atualmente ter autonomia de, no máximo, 3 dias. Mais do que isso já entramos em uma zona de risco, principalmente a noite pensando na conservação dos alimentos perecíveis

É sempre difícil precisar o período exato de autonomia, pois os painéis solares estão sempre ali prontos para produzirem energia para rapidamente compensar o consumo constante das baterias.


Além do que variáveis como temperatura externa, ocupação da geladeira, frequência do uso de equipamentos eletrônicos, tudo isso impacta diretamente na conta.


Ligar o carro e pedir socorro para o alternador, só se precisar! E as vezes, de fato, precisa...



COMENTE, PERGUNTE, DÊ SUA SUGESTÃO!!!

SINTA-SE À VONTADE AQUI NO "BLOG TO BE WILD"

77 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo