• adiantes

VIDA NA ESTRADA: QUAIS APUROS VOCÊ VAI PASSAR?

Atualizado: 18 de set. de 2021

Se você está planejando experimentar uma vida sobre rodas, fique certo (desde já) que muitos apuros surgirão durante o caminho.


Uma rotina incerta, a falta de conhecimento em vários assuntos fundamentais, a adaptação aos espaços curtos e comidas regionais, a gestão rigorosa dos custos, o planejamento diário de rota, o relacionamento diário com o parceiro em quase todas as atividades e as frequentes despedidas são alguns dos principais desafios desse estilo de vida

Quando ouvimos aquele comentário de que "isso não é coisa para qualquer um" podemos então concordar sem hesitar!


Afinal...quem nessa vida busca ser qualquer um, não é mesmo?



POUCOS APETRECHOS NA CASA:


Não será obviamente uma "vida ao relento" já que uma mini casa estará ali embarcada e pronta para prover o básico em seu dia-a-dia.


Nas primeiras horas da manhã, um café simples poderá ser providenciado com certa facilidade de equipamentos como fogões movidos a gás ou elétricos, pequenas panelas e uma geladeira automotiva.


Se você NÃO se sente confortável na falta de um multiprocessador potente para rápidos sucos e vitaminas ou sem uma vasta seleção de itens na geladeira e nos armários da cozinha, talvez os problemas comecem a aparecer.


Dado o perrengue você se adaptou rapidamente ao "novo normal" (tão popular nos dias de hoje)?

Ótimo, prepare-se para o próximo!


Seguiu incomodado com a mudança?

Vai acumulando e pesando na balança do "talvez isso não seja para mim".



A CASA ANDA, QUEBRA E PODE ATOLAR:


Diferente de todas as outras casas que você tenha vivido, essa está em constante deslocamento, degrada com maior rapidez, trafega diariamente por terrenos complicados, balança e conta com poucos cômodos.


Se houver discussão entre o casal, um provavelmente terá que sair para "espairecer" no vasto jardim e sempre a pé. Lembrando que nem sempre você estará em um cenário turístico, pode ser um dia dormindo em um pátio do posto de combustível ou no camping com vizinhos muito próximos


Armários, gavetas e acolchoados podem "sambar" durante as constantes movimentações do carro e não voltarem para a posição normal facilmente. Cola PU, silicone, parafuso, lubrificante, fita e afins devem estar sempre de prontidão.


Equipamentos sem utilidade tornam-se um peso extra, então existe uma pressão natural para você realmente saber utilizar cada apetrecho.


Sem falar (claro) em problemas mecânicos que podem ocorrer em locais ermos, demandam acompanhamento e o maior entendimento possível sobre o que será realizado, peças necessárias para o conserto podem estar a quilômetros de distância e algumas noites, necessariamente, serão dormidas na própria mecânica.


Ahhhh…atolar a própria casa também é uma experiência bastante única, podemos dizer...


CADA DIA É UM DIA:


Por mais encantador que possa parecer, a completa falta de rotina pode ser complexo até para os mais "desapegados".


A segurança do que está por vir em um local que você já conhece é imensamente maior se comparada com a chegada em uma cidade com estrutura e pessoas diferentes.


O ponto de apoio perfeito de um dia pode tornar-se o maior dos pesadelo logo no dia seguinte. Estivemos em campings muito heterogêneos pelo Brasil, as vezes sem estrutura mínima de segurança, banheiro ou limpeza. Vizinhos barulhentos e antipáticos também vão aparecer de tempos em tempos.


O tempo vira e a casa segue sendo a mesma, por isso temperaturas extremas e adversidades climáticas sempre preocupam até nos projetos mais estruturados.



"I SAY GOODBYE AND YOU SAY HELLO":


Isso mesmo: no inverso da música dos Beatles. A vida na estrada é repleta de despedidas que podem ser bastante dolorosas dependendo da situação. Afinal você está em um lugar agora sabendo que em breve estará longe.


É um processo constante de fazer novos amigos e depois ficar distante fisicamente. Pode tornar-se facilmente uma questão complicada se você não aprender a lidar já na primeiras experiências.


Nesse ponto, que talvez seja o mais complexo dentre os citados, a pergunta que devemos nos fazer é se estamos ou não fugindo de algo. Dizer "adeus” sem ao menos pensar pode ser, no fundo, uma saída rápida de alguma coisa da qual não queremos resolver. E isso pode ser um problema que a vida na estrada infelizmente não solucione

Fato é que você começa suas maiores empreitadas da vida sem estar preparado o suficiente. Aprender sempre que puder talvez seja sua única saída para preparar-se com o projeto já andando.


Grande parte desses apuros ou perrengues podem ser facilmente superados por alguns, outros ainda poderiam citar uma pilha de benefícios que superariam tudo o que foi colocado aqui, mas isso já mostraria uma clara inclinação da pessoa para tal empreitada.


Talvez aqueles pensamentos sobre os prós e contras que fazemos de tempos em tempos para as importantes decisões dirão enfim se este estilo de vida é (ou continua sendo) para você ou não.


COMENTE, PERGUNTE, DÊ SUA SUGESTÃO!!!


SINTA-SE À VONTADE AQUI NO "BLOG TO BE WILD"

174 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo